Gilberto Stone

Textos

O MENINO DA FLAUTA DOCE
Sentado no meio da rua
De uma grande cidade
Um menino muito magrinho
Provavelmente alí estava
Por extrema necessidade
Da flauta doce emanava
Uma suave e débil canção
Pouca gente que passava
Nele prestava a atenção
A sua frente se via
Caixa de papelão
Dentro minguadas moedas
Não pagavam a audição
Mesmo assim o menino adoçava
As almas que alí passavam
Com aquela terna canção
Gilberto Stone
Enviado por Gilberto Stone em 26/08/2015
Alterado em 19/09/2015


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras